Please reload

Posts Recentes

VENDEDOR – A MELHOR PROFISSÃO DO PLANETA!

April 18, 2017

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

VENDEDOR – A MELHOR PROFISSÃO DO PLANETA!

April 18, 2017

 

 

 

 

 

Decidi escrever esse artigo por entender a importância fantástica do profissional de vendas e também por acreditar veementemente nisso, pois afinal de contas, eu SOU vendedor de carreira e também de formação.

 

Nos últimos treze anos de minha carreira, eu tive a oportunidade de passar por 3 níveis relacionados a área de vendas, sendo seis anos diretamente como vendedor, quatro como supervisor regional e três como gerente de vendas e durante isso pude perceber o quão valiosa é a nossa profissão.

 

Na verdade meu primeiro contato com a área de vendas foi aos 17 anos, quando trabalhava como estagiário na AFA-PR (uma associação de funcionários aposentados do Banco do Brasil). Nesta época uma das minhas incumbências era fazer com que os aposentados e pensionistas se tornassem associados. Foi aí também que recebi minhas primeiras comissões e onde percebi que trabalhar com pessoas era realmente algo que me encantava. E com isso também recebi um dos que considero um dos maiores privilégios do profissional de vendas: ouvir e aprender com seus clientes. E eu estava cercado de pessoas cultas e altamente inteligentes que me ajudavam a ser uma pessoa e um profissional melhor. Uma espécie de curso de alto nível, gratuito. Mas eu só podia ter acesso a esse curso se eu fosse “curioso” e buscasse as informações com as pessoas. E isso, eu fazia muito mesmo! Pois eu me fascinava cada vez que aprendia algo novo. Aprendi grandes lições para minha vida lá dentro!

 

Aqui vai uma importante dica pra você que esta lendo este artigo: aproveite suas oportunidades de aprendizado, elas podem estar diante de você e se você não tiver atitude de buscar, elas vão passar e você deixará de se tornar melhor como profissional e ser humano.

 

Além disso que aprendi, vou destacar aqui algumas das coisas que nossa profissão pode nos proporcionar:

 

- Conhecer muitas pessoas;

- Ter acesso a muitos estilos de gestão e aprender com cada um deles;

- Perceber e observar muitos comportamentos bons e ruins;

- A oportunidade de ouvir uma boa prática em um cliente, e conforme a situação e desde que não prejudique seu cliente, compartilhar com outro e o fazer ter melhores resultados em função disso;

- Criar relacionamentos sólidos e em alguns casos verdadeiras amizades;

- Ter desafios diários;

- Ter um trabalho dinâmico, com pouquíssima rotina;

- Ter a possibilidade de ganhar conforme nosso trabalho nos fizer merecer.

 

Então imagine se um vendedor tem 100 clientes, a riqueza a que ele tem acesso e o quanto ele pode aprender durante toda a sua carreira!

 

Mas para que isso aconteça, é fundamental que você realmente ame o que faz e acredite nos benefícios que citei acima. Pois, caso contrário você enxergará uma série de coisas ruins que as pessoas que não são verdadeiramente vendedoras enxergam.

 

Outro fator importante é encontrar um segmento com o qual você se identifique, pois essa conversa de que bom vendedor ‘vende até gelo pra esquimó” pra mim é “balela”! Isso quem faz não é um vendedor sério, mas sim aquele que só está atrás da comissão e não dos resultados que um profissional de alto nível gera nas empresas e na vida das pessoas. Por isso, avalie produtos e/ou serviços que tenham a ver com seus valores e nos quais seus talentos e competências o ajudarão a vendê-los com maestria.

 

Um aspecto importante a avaliar quando você decidir seguir a carreira de vendas é se realmente isso é pra você! Pois nem todas as pessoas conseguem ou se adaptam as rotinas e tem ou conseguem desenvolver as habilidades que um bom vendedor precisa ter para alcançar o sucesso.

 

Um pouco acima eu falei sobre as grandes vantagens e o quão fabuloso é a profissão de vendedor, e aqui elencarei algumas coisas, dentre outras tantas, que fazem parte da vida de um vendedor e que podem fazer com que você avalie se realmente é isso que você quer, e caso você já seja vendedor, pra que você possa refletir sobre o que faz mais sentido pra você. E lembre-se, não há certo ou errado, é fundamental que escolhamos uma profissão que nos deixe felizes, pois assim daremos o melhor de nós e teremos os melhores resultados. Agora veja o que também está no pacote, quando você decide se tornar vendedor:

 

Como é a vida do vendedor no contexto da empresa: Os profissionais de vendas, nem sempre são bem vistos por todos na empresa, principalmente pelo time administrativo, que em muitas vezes tem a ideia de que o vendedor é: “um cara que fica o dia inteiro voando, trabalha pouco, não gosta de seguir regras e ainda por cima ganha muito mais do que eles que realmente ralam muito”. Lógico que isso é um extremo e que não são todos os profissionais administrativos que pensam isso, mas tenham certeza de que infelizmente muitos pensam isso e às vezes, quando o vendedor que está na rua precisando de algo para atender um cliente, ainda dificultam colocando mil e uma barreiras para ajudar.

 

Você! O maior responsável por seus resultados: Por mais que faça parte do time de vendas e da empresa, no dia a dia, no campo, o vendedor é um ser que depende a maior parte do tempo de seu desempenho individual. Principalmente no caso de vendedores externos, pois eles são responsáveis por: organizar seu dia, agendar suas visitas, evoluir e estudar os produtos, criar suas estratégias e ainda prospectar, acompanhar e resolver problemas que seus clientes tem. Sendo assim, se o profissional não se organizar e trabalhar verdadeiramente, ele não terá bons resultados. Então se você é acostumado a somente seguir ordens e tem dificuldade de se autogerenciar, talvez vendas não seja uma profissão pra você, ou você precisará desenvolver e trabalhar isso.

 

Horário de trabalho: Dependendo do tipo de produto ou serviço que você vende, quem determina seu horário de trabalho é seu cliente. Você pode achar injusto, ou que é um absurdo você precisar fazer visitas fora do horário, ou que injustiça o vendedor não ganhar hora extra pra fazer isso, e ainda que o cliente deveria “se tocar” e não te perturbar em horários de descanso. Se você pensa assim, amigo, vendas não é pra você. Procure um trabalho com horário certo que te faça feliz. Aqui um breve relato pessoal, quando fui vendedor de planos de saúde, na empresa Saúde Ideal, na época administrada pela PUC do Paraná, eu sempre deixava meu contato com as meninas do teleatendimento no final de semana, pois haviam propagandas na rádio e várias ligações querendo informações a respeito do plano. Em função disso, eu recebia várias ligações no final de semana e em feriados. Por isso eu procurava andar na maioria das vezes com minha tabela. E isso me rendeu muitas vendas ao longo do tempo que passei lá. Fora as muitas vezes que o cliente queria ser visitado no sábado e no domingo e lá estava eu. As vezes vendia, as vezes não, e isso também faz parte do trabalho.

 

Remuneração variável: Bons vendedores tem a possibilidade de ganhar realmente muito dinheiro, caso contrário, você não veria pessoas que a vida inteira são vendedoras e conseguem construir uma carreira e uma vida de sucesso. Porém, algo que todos eles têm ou pelo menos precisam ter consciência é que há meses muito bons e outros muito ruins..... E diferente de um trabalho com salário fixo, o vendedor geralmente tem um salário fixo muito baixo, que normalmente não é capaz de dar tranquilidade ao profissional, e o restante da remuneração é variável. Sendo assim, para que você seja um vendedor é fundamental que você aprenda a lidar com seu dinheiro, fazendo suas reservas para se sustentar nos momentos de baixa. E se você não tem estômago pra isso, escolha outro segmento.

 

Esforço físico: O relacionamento é responsável pelas vendas em boa parte dos segmentos, tanto isso é verdade, que conforme a área as empresas disputam e chegam a pagar para que um representante comercial passe a vender os produtos deles e a carteira desses vendedores é também ponto crucial para que eles possam representar marcas de ponta. E porque no item desgaste físico eu estou falando sobre relacionamentos você deve estar se perguntando agora.... Porque relacionamentos e vínculos verdadeiros se constroem com contato físico, e isso só é possível se o vendedor visitar pessoalmente os clientes muitas vezes. Por isso, o bom profissional de vendas é aquele que se programa, faz seus contatos e visita muito, pois como dizia meu amigo e ex gerente Alexandre Biega – Visita + Visita = Venda, sendo assim, saiba que é preciso ralar com sol e chuva para construir relacionamentos e assim vender cada vez mais.

 

Agora você tem dois caminhos, ser ou não ser Vendedor. E não há certo e errado, pois as pessoas tem anseios, valores e preocupações diferentes, o que as faz tomar suas decisões e escolher as profissões que melhor se encaixam com seu perfil. Caso você decida por não ser, desejo boa sorte e que você também se dedique e se interesse sempre em aprender mais na carreira que escolher. E caso você deseje verdadeiramente ser vendedor após ler esse artigo, ou caso você já seja, meus parabéns, você participa de um grupo seleto de Grandes Guerreiros, que são capazes de transformar a vida de seus clientes com suas soluções, de levar momentos de muita alegria com seu bom humor, de ter uma vida dinâmica e cheia de desafios! Enquanto escrevo isso até me arrepio e me emociono, pois é isso que eu sou e grande parte do que construí e me tornei como profissional eu devo ao meu trabalho como Vendedor. Por isso que cada vez que encontro um eu faço questão de exaltar nosso grande valor!

 

Um grande abraço a todos, obrigado por seu tempo e....

 

Muita Luzzzzz

 

Fortaleza, 18/04/2017

 

Fábio Liber

Libercoach

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Arquivo